Dia das sem namorados



Pensei seriamente em instituir, inaugurar, criar e, fica a escolha de vocês uma data para as mulheres, isso mesmo, vocês entenderam muito bem, as solitárias mulheres desse imenso Brasil, reunidas, as SEM NAMORADOS.

Sim, amigas mulheres sozinhas, o que está acontecendo com o relacionamento homem/mulher?

Que desencontro é esse?

Onde está aquele homem viril, não necessariamente musculoso, que nos envolvia em um clima de aconchego e proteção?

Não me refiro a proteção financeira e sim amorosa, aquele ombro amigo para escutar nossas tolices do dia a dia ou os planos mirabolantes para o futuro (fantasias) próprias do mundo feminino, aqueles comentários invejosos das amigas, etc etc que eles mal escutavam, mas diziam sorrindo: “coisas de mulher”.


Sim, é verdade, “coisas de mulher” mas que faziam o diferencial entre o macho e a fêmea.

Amigas, eu estou vivendo tempo bastante para sentir essas diferenças e ausências, e não considero um bom momento para as mulheres.

A mulher de hoje é uma profissional altamente qualificada no mercado de trabalho, sem dúvida, mas, e no recolhimento do quarto, deitada em uma bela cama, não falta algo?

Na minha visão, claro que falta aquele aconchego que lhe ajuda a dormir e acordar mais disposta.

Os casais têm seus desacertos cotidianos, mas nada que uma bela noite juntinho não resolva.

E, como mulher, confesso, comemorar com tanta euforia a data dos namorados me levou a pensar: quem sabe, festejando também a data dos SEM namorados nos leve a refletir, procurando encontrar solução para esses desencontros?

Sei que não depende somente da mulher e, com certeza, a autonomia financeira e profissional da mulher é um fator determinante, mas sempre, desde que mundo é mundo (nossos ancestrais já diziam) a mulher dispõe de algo que a natureza nos dotou e é indiscutível: a artimanha feminina.
Vamos usar esses recursos ou preferem o Dia das SEM namorados? 

por Maria Lúcia Poyares, Inteirativa

Manifestações de carinho erradas. Existe?

DESTINO

É PRECISO MUDAR...

Dia 22 de março faco aniversário...e realizo o meu segundo retorno de Saturno. Quem entende um pouquinho dos ciclos astrológicos, sabe do que estou falando...e vivendo. O segundo parece ser mais sútil, mais generoso aparentemente. E é muito mais maduro. A vida nessa fase já te deu muitas oportunidades de experimentar, testar, sentir, amar, errar, acertar, ousar. Saturno vem cobrar, mas no segundo retorno já estou também mais generosas para poder me perdoar. Esse ciclo só chega depois de oito ciclos de Urano. A matemática é mágica, como os ciclos astrológicos: oito é também a casa da transformação. É Urano que nos traz as oportunidades escolher entre seguir igual ou mudar.

E mudar é preciso.
É mudando que podemos acolher a impermanência natural dos ciclos - o outono da alma, o retiro do inverno, o despertar da primavera, o apogeu do verão. É a impermanência e a mudança que nos permite renovar e se ver jovem again.

MUDAR É PRECISO... 
por
Lya Luft

Mês passado participei de um evento sobre as mulheres no mundo contemporâneo .
Era um bate-papo com uma platéia composta de umas 250 mulheres de todas as raças, credos e idades.
E por falar em idade, lá pelas tantas, fui questionada sobre a minha e, como não me envergonho dela, respondi.
Foi um momento inesquecível...
A platéia inteira fez um 'oooohh' de descrédito.
Aí fiquei pensando: 'pô, estou neste auditório há quase uma hora exibindo minha inteligência, e a única coisa que provocou uma reação calorosa da mulherada foi o fato de eu não aparentar a idade que tenho? Onde é que nós estamos?'
Onde não sei, mas estamos correndo atrás de algo caquético chamado 'juventude eterna'. Estão todos em busca da reversão do tempo.
Acho ótimo, porque decrepitude também não é meu sonho de consumo, mas cirurgias estéticas não dão conta desse assunto sozinhas.
Há um outro truque que faz com que continuemos a ser chamadas de senhoritas mesmo em idade avançada.
A fonte da juventude chama-se "mudança".
De fato, quem é escravo da repetição está condenado a virar cadáver antes da hora.
A única maneira de ser idoso sem envelhecer é não se opor a novos comportamentos, é ter disposição para guinadas.
Eu pretendo morrer jovem aos 120 anos.
Mudança, o que vem a ser tal coisa?
Minha mãe recentemente mudou do apartamento enorme em que morou a vida toda para um bem menorzinho.
Teve que vender e doar mais da metade dos móveis e tranqueiras, que havia guardado e, mesmo tendo feito isso com certa dor, ao conquistar uma vida mais compacta e simplificada, rejuvenesceu.
Uma amiga casada há 38 anos cansou das galinhagens do marido e o mandou passear, sem temer ficar sozinha aos 65 anos.
Rejuvenesceu.
Uma outra cansou da pauleira urbana e trocou um baita emprego por um não tão bom, só que em Florianópolis, onde ela vai à praia sempre que tem sol.
Rejuvenesceu.
Toda mudança cobra um alto preço emocional..
Antes de se tomar uma decisão difícil, e durante a tomada, chora-se muito, os questionamentos são inúmeros, a vida se desestabiliza.
Mas então chega o depois, a coisa feita, e aí a recompensa fica escancarada na face.
Mudanças fazem milagres por nossos olhos, e é no olhar que se percebe a tal juventude eterna.
Um olhar opaco pode ser puxado e repuxado por um cirurgião a ponto de as rugas sumirem, só que continuará opaco porque não existe plástica que resgate seu brilho.
Quem dá brilho ao olhar é a vida que a gente optou por levar.
Olhe-se no espelho... 

PINA BAUSCH - Dance, otherwise we are lost

Pina sempre foi revolucionária, imprevisível, precisa, poética ... um gênio! 
 
PINA - Dance, dance, otherwise we are lost from neueroadmovies on Vimeo.
 
por Flavia Lefevre Guimarães.
 

As Sete Regras da Vida

As Sete Regras de Vida de Paracelsus, escritas no século XV, impressionam pelo que tem em comum com as recomendações “atuais” para quem está atrás de uma vida melhor em corpo, mente e espírito.
(postado por Terra Dourada - Vivian Frida Lustig)

“Se pelo espaço de alguns meses observar os preceitos que em seguida se dão, verá operar-se em sua vida uma mudança tão favorável que jamais os abandonará. Para obter o êxito desejado, é preciso que adapte sua vida à estrita observação dessas orientações. São simples e fáceis de seguir, mas há que realizá-las com perseverança. Não crê que a Felicidade bem vale o esforço? Que custa fazer uma prova? São Regras de Vida ensinadas pela mais Antiga Sabedoria e há nelas mais Transcendência do que sua simplicidade o leve a supor.

1- Primeiro é melhorar a saúde. Para tanto tem que se respirar com mais frequência possível, fundo e ritmicamente, enchendo bem os pulmões ao ar livre ou perto de uma janela. Beber diariamente em pequenos goles, dois litros de água. Comer muita fruta. Mastigar os alimentos de modo mais perfeito possível. Evitar completamente o álcool e também os medicamentos ( a menos que esteja submetido a um tratamento). Banhar-se diariamente é um bom hábito que devemos à nossa própria dignidade.

2- Desterrar absolutamente do ânimo toda ideia de pessimismo, rancor, ódio, tédio ou tristeza, por mais que existem para isso. Fugir como peste de toda oportunidade de tratar com pessoas maledicente, viciadas, ruins, caluniadoras, indolentes, fofoqueiras, vaidosas ou vulgares e inferiores. A observação desta regra é decisiva, pois trata-se de modificar o contexto da alma e elevar a condição de vida. É o único meio de mudar o destino, já que este depende de nossos atos e pensamentos. O acaso não existe.

3- Fazer todo o bem possível, auxiliara a todo desafortunado, sempre dentro de nossas possibilidades, mas jamais ter debilidade por alguma pessoa. Deve-se cuidar das próprias energias e fugir de todas as formas de sentimentalismo.

4- Esquecer toda ofensa e esforçar-se por pensar bem até daqueles que temos por inimigos. A alma é um templo que não deve jamais ser profanado pelo ódio.

5- Devemos recolher-nos todos os dias ao menos por meia hora onde ninguém possa perturbar-nos. Sentar comodamente com olhos semi-cerrados e não pensar em nada fortifica energeticamente o cérebro e permite ao Espírito colocar-se em contato com as boas influências. Nesse estado de recolhimento e silêncio ocorrem-nos às vezes idéias luminosas que podem mudar toda uma existência. Com o tempo, todos os problemas poderão ser resolvidos pela Voz Interior que nos guia em tais momentos de silêncio, a sós com a consciência. Esse é o “Daimon” do qual fala Sócrates. Todos os grandes seres deixaram-se guiar pela Voz interior. Em nosso caso, não virá assim de uma vez, pois teremos que nos preparar por um tempo. É necessário destruir as capas superpostas dos velhos hábitos, preconceitos e pensamentos inconvenientes para a vida espiritual.

6- Guardar absoluto silêncio de todos os assuntos pessoais. Abster-se (como se tivesse feito um juramento solene) de contar aos demais, nem mesmo aos mais íntimos, tudo quanto pense, ouça, saiba, ou descubra. Por longo tempo, ao menos, deve-se permanecer como uma “Casa fechada” ou “Jardim lacrado”. É uma regra de suma importância.

7- Jamais temer os seres humanos nem sobressaltar-se pelo amanhã. Ter calma e uma alma forte, limpa e sincera, assim tudo sairá bem. Não sentir-se só nem débil, porque detrás de cada pessoa há exércitos poderosos que não podemos conceber nem sequer sonhar. Quando se eleva o pensamento, não há mal que possa alcançar. O único inimigo que se deve temer é a nós mesmos. O medo e a desconfiança no futuro são mães funestas de muitos fracassos, atraem más influências e com elas o desastre.

Theophraustus Paracelsus, médico suiço nascido em 1493, é considerado um dos pais da medicina e um dos últimos esotéricos do século XV.

SE TOQUE


O Instituto Se Toque vê a educação como instrumento de conscientização e mobilização para a mudança de hábitos de vida na prevenção de doenças. Valoriza a mulher como pilar da família, tendo como foco principal a informação sobre o câncer de mama.

Fundado por Monica Serra, já recebeu apoio de mulheres antenadas no assunto.

Câncer de Mama: Toque no assunto com carinho! é o tema do Se Toque
Vale a visita no site ou no blog.

SER, MULHER

http://obviousmag.org/archives/2007/08/fotografia_a_pr.html
Muito se discute o que é ser mulher. Ou seu inverso.
Na pauta do Brasil atual, Ariadna, ex-BBB 2011.
Sob prós e contras, cobras e lagartos, apegos e muita aversão, Ariadna é alguém com alma e um desejo que é inerente ao ser humano - o de ser feliz!



Maitê Schneider compartilha sua experiência - semelhante e elegante.

O que é o amor?









A vida não tem ensaio, mas tem novas chances, feliz 2011


Libação, por Elisa Lucinda

É do nascedouro da vida a grandeza.
É da sua natureza a fartura
a ploriferação
os cromossomiais encontros,
os brotos os processos caules,
os processos sementes
os processos troncos,
os processos flores,
são suas mais finas dores 

As conseqüências cachos,
as conseqüências leite,
as conseqüências folhas
as conseqüências frutos,
são suas cores mais belas
É da substância do átomo
ser partível produtivo ativo e gerador 

Tudo é no seu âmago e início,
patrício da riqueza, solstício da realeza
É da vocação da vida a beleza
e a nós cabe não diminuí-la, não roê-la
com nossos minúsculos gestos ratos
nossos fatos apinhados de pequenezas,
cabe a nós enchê-la,
cheio que é o seu princípio 

Todo vazio é grávido desse benevolente risco
todo presente é guarnecido
do estado potencial de futuro 

Peço ao ano-novo
aos deuses do calendário
aos orixás das transformações:
nos livrem do infértil da ninharia
nos protejam da vaidade burra
da vaidade "minha" desumana sozinha 

Nos livrem da ânsia voraz
daquilo que ao nos aumentar
nos amesquinha. 
A vida não tem ensaio
mas tem novas chances 

Viva a burilação eterna, a possibilidade:
o esmeril dos dissabores!
Abaixo o estéril arrependimento
a duração inútil dos rancores
Um brinde ao que está sempre nas nossas mãos:
a vida inédita pela frente
e a virgindade dos dias que virão!